TAPERA DO BACANA
OSEIAS CORDEIRO
Dás 05:00 ás 07:00 Horas
NOTÍCIA
Mato Grosso pode ser pioneiro ao adotar tratamento complementar com ozônio medicinal na saúde pública
18/04/2017 ás 11:13:22
example1

Mato Grosso pode ser o primeiro estado brasileiro a adotar o tratamento complementar com ozônio medicinal na saúde pública. A Assembleia Legislativa instalou uma Câmara Setorial Temática para estudar, analisar, discutir e sugerir ações para a criação do Programa Estadual de Ozonioterapia de Estado de Mato Grosso, vinculada à Secretaria de Saúde do estado e integrado ao Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Instalada pelo deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), a Câmara e a proposta para criar o Programa será apresentada em conclusão dos trabalhos nesta quarta-feira (19) com a proposta de um projeto de Lei que visa a implantação de técnicas complementares no SUS estadual. Trata-se de um projeto inovador que servirá de modelo para os outros estados da Federação brasileira.

 

A cerimônia conta com a presença da Dra. Maria Emilia Gadelha Serra, presidente da Associação Brasileira de Ozonioterapia.

Fundada em 2006, a Associação Brasileira de Ozonioterapia é uma instituição que trabalha para que a prática da Ozonioterapia seja realizada no Brasil de maneira legal e ética, garantindo a informação e formação de qualidade em relação ao tratamento, sempre embasada em experiências anteriores, tanto nacionais quando internacionais.

 

Lançamento de livro

 

Ainda esta semana com a ozonioterapia em pauta, Cuiabá recebe o lançamento do livro “O que aprendi com o câncer: ganhei uma vida nova e luto por ela todos os dias” de Carlos Eduardo Fáraco Braga, nesta terça-feira (18) às 19h30 na Livraria Janina do Shopping Pantanal.

 

O livro foi lançado em dezembro de 2016 em São Paulo pela editora Idea e conta a luta de sobrevivência do autor, diagnosticado com câncer maligno em junho de 2012. Após indicação de um amigo e consulta com uma médica conceituado, o autor iniciou um tratamento integrativo com ozonioterapia. Depois de realizar os tratamentos, os exames apontaram remissão do câncer sem a necessidade de cirurgia. Em mais três meses, sua saúde estava restabelecida.

 

O que é Ozonioterapia?

 

Ozonioterapia é uma técnica em que ozônio-oxigênio ou ozônio medicinal é usado como agente terapêutico para um grande número de doenças e patologias. É uma terapia que contém poucas contra-indicações e mínimos efeitos secundários, quando aplicada de maneira correta. O ozônio medicinal é um elemento que contém propriedades altamente bactericidas, fungicidas e antivirais, com capacidade de estimular a circulação sanguínea e ativar o sistema imunológico do organismo, justificando assim sua possível utilização no tratamento de diversas doenças diferentes.

 

Entre as doenças e condições de saúde em que a ozonioterapia é indicada, temos:

·       Dores crônicas, principalmente lombares (relacionadas ou não à hérnia de disco) e de origem articular, em especial artrites e poliartrites crônicas. As propriedades e antiinflamatórias e reguladoras do sistema imunológico do ozônio medicinal são seu princípio básico da ação.

·       Problemas circulatórios: frio nos pés ou dores após curtas distâncias de caminhada são sintomas de problemas circulatórios que podem ser corrigidos por meio da ozonioterapia. Neste caso, o ozônio é aplicado como um complemento, em uma combinação com outros tratamentos da medicina clássica.

·       Feridas infectadas: o tratamento de feridas infectadas é um dos casos clássicos do uso de ozônio medicinal. Inicialmente utilizando de sua característica bactericida e fungicida, a utilização do ozônio visa obter uma ferida limpa e livre de germes, para, posteriormente, com doses mais baixas da mistura gasosa oxigênio-ozônio, acelerar a cicatrização da mesma.

·       Doenças virais: Doenças virais como herpes simples e herpes zoster, podem ser tratadas com ozônio de maneira satisfatória. Na maioria das vezes, o tratamento é combinado com outros métodos terapêuticos.

·       Lesões de pele: o ozônio é um elemento altamente eficaz no combate a fungos persistentes, especialmente dos que se alojam nos pés (micoses em unhas), infecções de fungos do tronco ou infecções fúngicas das mucosas.

·       Doenças oculares: distúrbios circulatórios podem culminar em mudanças atróficas e degenerativas da visão. Uma pesquisa realizada na Universidade de Siena mostra que, após a infusão do sangue ozonizado do próprio paciente, houve uma melhora na visão com duração de 6 a 8 meses, podendo produzir melhoras adicionais ou impedir uma piora posterior quando continuada.

·       Doenças malignas (câncer): O objetivo da aplicação do ozônio medicinal é produzir a propriedade imunoativadora da mistura gasosa, gerada quando é aplicada em doses menores. O tratamento consiste na ozonização do sangue do paciente, que quando é reintroduzido, produz uma cascata de reações imunes positivas, contribuindo para a resistência e bem estar do paciente.

A maioria dos casos de aplicação de ozônio medicinal em pacientes é realizada em séries de até 10 a 12 sessões, com possíveis séries adicionais sendo aplicadas em casos especiais. Informações adicionais: www.aboz.org.br

 

Fonte: Assessoria de Imprensa
Programação
|   Hoje
TV JUARA
08:00  
ENCONTRO COM OS SERRANOS NA TV
09:00  
NORTÃO DA SORTE
11:30  
BALANÇO GERAL
18:45  
CIDADE ALERTA JUARA
DIFUSORA AM 1140
05:00  
TAPERA DO BACANA
07:00  
SEMEANDO PAZ
07:00  
AVIVA JUARA
08:00  
DOMINGO AMPLITUDE
08:00  
MANHÃ 88
11:31  
MOMENTO COM DEUS
Enquete
Site desenvolvido e Hospedado por: